1

Nossa vida em outro sentido

mediunidade

Como já dissemos em outra postagem (ciência e espiritualidade: uma aliança inevitável), ao começarmos a nossa vida na Terra, pelas portas do berço materno, passamos a iniciar o nosso contato com o mundo material, para aprendermos e nos desenvolvermos como seres humanos.

Isso se dá com a ajuda do que a ciência nomeou de cinco sentidos.

A visão, cujos órgãos motores são os olhos, auxilia o ser humano a aumentar a percepção do mundo à sua volta, endereçando ao cérebro ordens elétricas contendo luz, escuridão e cores.

Leia Mais…

1

Idéias consoladoras

jesus-e-o-coracao-de-crianca1

Interessante o resultado de uma pesquisa realizada por psicólogos nos Estados Unidos, para analisar o “stress” em organismos que pudessem dar resultados assemelhados aos dos seres humanos. Para isso, usaram ratos de laboratório, separando-os em dois grupos. Um grupo deveria, para conseguir chegar a um único queijo, adentrar num circuito e realizar vários exercícios.  O outro conjunto dos pequenos mamíferos teria que, sem fazer nenhum esforço, chegar a vários queijos dispostos no local onde se encontravam.

Resultado: O grupo do menor esforço e dos vários queijos obteve um nível de “stress” mais alto.

Quando sabemos aonde queremos chegar, nosso corpo e nossa mente direcionam esforços para atingir tal objetivo. Evitamos, assim, de usar energia e vitalidade em excesso, em situações que não nos irão levar a lugar nenhum.

Leia Mais…

1

O que é Deus?

deus

É lógico que, vendo o tema desta postagem “DEUS”, a maioria dos leitores pode pensar que é um tema muito genérico, que abrange quase tudo que conhecemos sobre espiritualidade, pois é impossível acreditar em algo fora da matéria sem conceber a existência de Deus. E mais, que este texto vai ser longo e cansativo, e é melhor parar por aqui porque “estou sem tempo”, “na verdade entrei somente para dá uma olhadinha rápida”, etc.

No entanto, nunca paramos para pensar realmente em Deus como Ele realmente o é.  Nos relacionamos com Ele das mais variadas formas, nos mais diversos locais. Achamos que o Deus seguido por nossos pais é sempre o melhor, e que o do vizinho é um pouco pior.

Leia Mais…

1

Ciência e Espiritualidade: Uma aliança inevitável

5588796601_ac8c722b11_b

A partir do momento em que nascemos, somos aparelhados para lidar com o mundo com o qual passamos a nos envolver. Desde criança, conseguimos aprender várias coisas por nós mesmos, e também receber o conhecimento cultural da sociedade na qual estamos inseridos. Tudo isso com a ajuda da razão, da nossa capacidade de crescer psicologicamente recebendo estímulos do ambiente, interpretando-os e transformando-os em atitudes e pensamentos.

É isso mesmo, vivemos aprendendo a usar a nossa razão para nos relacionarmos com fatos, atos e estímulos constantes. Leia Mais…

1

As casas da doutrina espírita

sol

De acordo com o dicionário on line priberam, a palavra “centro” pode ter o significado de “casa em que se reúnem”. Assim, centro ou casa espírita é o local onde se reúnem as pessoas que conhecem, ou querem conhecer, estudam e praticam os ensinamentos trazidos pela doutrina espírita, organizada e codificada por Allan Kardec. Pois, é simplesmente isso que ocorre em um centro espírita.

Talvez por uma influência cultural, as pessoas em geral têm uma idéia distorcida do que representa uma casa espírita.

Leia Mais…

1

O livro dos espíritos? Que história é essa?

images

O que você faria se estivesse em sua residência assistindo àquele “programinha” de TV num domingo e, de repente, escutasse um arranhão, uma batida bem forte e alta no chão da sua sala ou em alguma das paredes, camas tremendo e se movendo sozinhas, alguns arrastões de móveis não tendo sido registrado nenhuma outra pessoa ou qualquer tipo de ser vivo no local?

É claro que as respostas óbvias são: correr; correr para bem longe; “dar um pinote”, jogar a pipoca para o alto e se enfiar debaixo da cama; infartar; ou ligar para o 190.

Não foi o que fizeram os membros da família Fox. Vocês devem estar se perguntado: E isso já aconteceu com alguém?

Leia Mais…

2

As Sementes da Razão

semeador

Eis que o semeador saiu a semear.

Prodigioso e astuto parou para planejar o seu intento de disseminar o amor e a paz, antes de começar a espalhar suas sementes.

Montou um quadro no qual detinha cuidadosamente todos os caminhos a seguir. Elencou bravamente seus objetivos e separou, de modo preciso, os pequeninos germens de sua obra. Esperava contar com todos, mas entendia que os seus ajudantes não viriam a ter com ele os mesmos objetivos e intenções. Apesar disso, conseguiu a simpatia de um auxiliar, um aprendiz, que aceitou cooperar com o seu intento.

Leia Mais…

Pages ... 1 2