0

Nossa marcha… ano após ano…

caminhada1

Neste penúltimo dia do ano, em momento de reflexão e oração particular, solicitei, como sempre, a ajuda das palavras edificantes do espírito Emmanuel, através da psicografia de Chico Xavier, contidas no livro Pão Nosso.

Este livro faz parte de uma coleção de 04 (quatro) livros, quais sejam: Caminho, Verdade e Vida; Pão Nosso, Vinha de Luz e Fonte Vive, por meio dos quais Chico Xavier traduz as idéias e mensagens passadas pelo Espírito Emmanuel.

Os capítulos tratam de temas diversos, e exercem sua atividade relatando determinada passagem das escrituras sagradas e dando-as interpretação útil para o auxílio em nossa jornada terrestre.

A mensagem aberta hoje à esmo foi a seguinte, que transcrevo com adaptações:

Capítulo 20 – A marcha

“Importa, porém, caminhar hoje, amanhã e no dia seguinte.” – Jesus. (Lucas, 13:33.)

Importa seguir sempre, em busca da edificação espiritual definitiva. Indispensável caminhar, vencendo obstáculos e sombras, transformando todas as dores e dificuldades em degraus de ascensão.

Traçando os seus objetivos espirituais, referia-se Jesus à marcha na direção de Jerusalém, onde o esperava a última glorificação pelo martírio. Podemos aplicar, porém, o ensinamento às nossas experiências incessantes no roteiro da Jerusalém de nossos testemunhos redentores.

É indispensável, todavia, esclarecer a característica dessa jornada para a aquisição dos bens eternos.

Acreditam muitos que caminhar é entrar nas situações de evidência no mundo, conquistando posições de destaque transitório ou trazendo as mais vastas aquisições financeiras para o nosso cofre forte.

Entretanto, não é isso.

Nesse particular, as pessoas que procuram tais acontecimentos materialistas talvez detenham maiores probabilidades passageiras a seu favor.

A personalidade dominante, em situações rápidas e passageiras, tem a marcha pinçada de perigos, de responsabilidades complexas, de ameaças atrozes. A sensação de altura aumenta a sensação de queda.

É preciso caminhar sempre, mas a jornada compete ao Espírito eterno, no terreno das conquistas interiores.

Muitas vezes, certas criaturas que se presumem nos mais altos pontos da viagem, para a Sabedoria Divina se encontram apenas paralisadas na contemplação de fogos-fátuos, de ilusões.

Que ninguém se engane nas estações de falso repouso, inebriados com a ilusão da facilidade e do comodismo.

Importa trabalhar, conhecer-se, iluminar-se e atender ao Cristo, diariamente. Para fixarmos semelhante lição em nós, temos nascido na Terra, partilhando-lhe as lutas, gastando-lhe os corpos e nela tornaremos a renascer.

Este texto nos chama atenção para a necessidade de vincularmos os nossos objetivos para 2013 de forma mais espiritual e eterna, atentando para o fato de que não iremos durar para sempre na Terra, e estamos aqui para aprender e crescer como seres humanos, e não para amealharmos bens materiais que nos dão um conforto transitório e passageiro, iludindo-nos quanto ao real objetivo de nossa vida.

Felix 2013 a todos, e que Jesus nos dê a oportunidade de partilhar a sua presença em nossas vidas.