2

A doutrina evangélica

o-evangelho-segundo-o-espiritismo3

Jesus, o Cristo, foi o personagem da história sobre o qual sempre existiu um mistério inquestionável: qual a mensagem que Ele quis passar com sua vinda a Terra, falando de amor e fazendo muitos milagres?

Eu, batizado na Igreja Católica, aprendi, desde criança, que Jesus era o filho de Deus, homem bom, sábio e que morreu na cruz por causa de nós.

Depois que adentrei na rotina adulta, tive oportunidade mais concreta de ler sobre a vida e a mensagem de Jesus nos Evangelhos, como também em outros livros da bíblia, posteriores a eles. No entanto, algumas passagens das escrituras eram por mim interpretadas de forma muito obscura, e até ininteligível. Confesso a vocês que quando li a passagem que Cristo conversa com Nicodemos (João, 3:1 a 12), também fiz a mesma pergunta que ele dirigiu a Jesus, pois “como pode um homem já velho nascer novamente, entrando na barriga da sua mãe?”. Espero que não estejam pensando mal de minha inocência por não conseguir raciocinar nada mais esclarecedor, mas até aquele momento eu achava essa passagem um pouco confusa, sem lógica.

Faltava-me alguma chave para se chegar a uma interpretação mais sistemática e racional de tudo o que Jesus pregou e viveu.

Quando Allan Kardec perguntou aos Espíritos Superiores em O Livro dos Espíritos ”Qual o tipo mais perfeito que Deus tem oferecido ao homem, para lhe servir de guia e modelo?” e obteve a resposta Jesus, todos os esforços empreendidos por ele em desvendar as manifestações que ocorriam constantemente sob seus olhos passaram a ter um foco mais preciso. Se Ele é o modelo através do qual devemos guiar a nossa vida, então deveremos estudar a Sua vida, sob o enfoque do novo conjunto de ideias que brotam no seio da humanidade, representadas pelo Livro dos Espíritos.

Desse modo, surgiu o “Evangelho segundo o Espiritismo”, publicado por Kardec em 1864.

Este livro passou a dar o encaixe interpretativo que faltava a algumas passagens evangélicas, com muita precisão e lógica, fazendo com que a nossa mente funcionasse a contento, sem necessitar maiores atropelos intuitivos.

Passei a entender o porquê da seguinte passagem no livro de João 14:16-18 “E eu rogarei ao Pai, e ele vos dará outro Consolador, para que fique convosco para sempre; O Espírito de verdade, que o mundo não pode receber, porque não o vê nem o conhece; mas vós o conheceis, porque habita convosco, e estará em vós. Não vos deixarei órfãos; voltarei para vós. (…) Mas aquele Consolador, o Espírito Santo, que o Pai enviará em meu nome, esse vos ensinará todas as coisas, e vos fará lembrar de tudo quanto vos tenho dito (João 14:26)”. (grifo nosso).

Percebi que Jesus não ensinou todas as coisas de uma vez. Por isso tanto repetia “aqueles que tiverem ouvidos de ouvir, ouçam!”, ao se referir que nem todos os que escutavam suas palavras iriam entendê-las.  O mundo, naquela época, não estava ainda preparado para receber as idéias reais, de forma mais clara.

Esse fato é semelhante a quando estamos tentando desvendar aquela pegadinha ou brincadeira feita por um amigo, que nos pergunta algo em tom de humor, e, quando sabemos a resposta, dizemos: porque não pensei nisso antes? Eu sabia que estava faltando algo nesta história!

A mensagem de Jesus, colocada sob a forma mais clara e lógica, ao invés de repelir todos que a não entendem, passa a atrair todos nós que procuramos incessantemente um caminho para encontrar a paz, a liberdade de consciência e
força para enfrentar os nossos desafios. Acredito que esse seja o principal objetivo da obra “O Evangelho segundo o espiritismo”, organizada por Allan Kardec.

Nicodemos (João, 3:1 a 12), sabendo e entendendo corretamente o conceito de reencarnação, com ele talvez ficasse surpreso e entusiasmado ao entender que não é o corpo material que volta ao ventre da mãe, pois isso é realmente impossível (questões 166 a 170 de “O livro dos Espíritos” LE).

As várias moradas da casa do Pai (João 14:2), a que Jesus se referiu, faz mais sentido com a crença na multiplicidade de mundos habitados no universo, semelhantes a escolas criadas para o nosso aprendizado, cada uma num grau diferente na evolução espiritual (questões 172 a 188 do LE).

O pagamento até o último ceitil (Mateus 5:25-26) está refletindo o conceito de causa e efeito, no qual somos sempre responsáveis pelo que praticamos, sofrendo as consequências de nossos atos. Por isso temos o livre arbítrio, para que possamos aprender de acordo com nossas escolhas. Paulo também entendeu isso quando disse “Não vos enganeis; Deus não se deixa escarnecer; pois tudo o que o homem semear, isso também ceifará”. (Gálatas 6:7).

Mas essas definições e conceitos oriundos do “Evangelho segundo o Espiritismo” nos convidam a algo mais além. A nossa vida também é cheia de obscuridades, desequilíbrios, alegrias, esperanças, ilusões, tentações, decepções, etc. Será que estamos dando a interpretação mais sincera a esses fatos, capaz de nos tornar pessoas melhores, corretas e mais fortes, intima e socialmente a ponto de crescermos para Deus?

Às vezes inquietações e questionamentos funcionam como sinais a nos indicar o caminho para uma visão mais ampla e abrangente da vida, que gira incessantemente em torno de nossos passos.

Que todos nós consigamos achar a intepretação da vida que mais nos ajuda a viver em paz! Que Deus nos abençoe!

  1. Good write-up, I am regular visitor of one’s site, maintain up the nice operate, and It’s going to be a regular visitor for a lengthy time.

  2. I want to express some thanks to the writer for rescuing me from such a crisis. Just after surfing through the search engines and getting views which are not helpful, I believed my life was well over. Existing devoid of the strategies to the difficulties you have resolved all through this blog post is a serious case, and those that might have badly damaged my entire career if I hadn’t noticed your web blog. Your primary competence and kindness in handling the whole thing was precious. I’m not sure what I would’ve done if I had not come upon such a thing like this. I am able to at this time look ahead to my future. Thanks very much for the expert and results-oriented help. I won’t hesitate to recommend the blog to any individual who would need recommendations on this subject matter.