0

Nossa marcha… ano após ano…

caminhada1

Neste penúltimo dia do ano, em momento de reflexão e oração particular, solicitei, como sempre, a ajuda das palavras edificantes do espírito Emmanuel, através da psicografia de Chico Xavier, contidas no livro Pão Nosso.

Este livro faz parte de uma coleção de 04 (quatro) livros, quais sejam: Caminho, Verdade e Vida; Pão Nosso, Vinha de Luz e Fonte Vive, por meio dos quais Chico Xavier traduz as idéias e mensagens passadas pelo Espírito Emmanuel.

Os capítulos tratam de temas diversos, e exercem sua atividade relatando determinada passagem das escrituras sagradas e dando-as interpretação útil para o auxílio em nossa jornada terrestre.

Leia Mais…

2

As fases do caminho. Em qual você se encontra?

fases

Reconhece-se o verdadeiro Espírita pela sua transformação moral, e pelos esforços que faz para domar suas más inclinações. (Allan Kardec, Evangelho segundo o Espiritismo, Capítulo 17, item 4).

Dentre as muitas necessidades existentes na sociedade moderna, que exigem de nós esforço para serem supridas, surge em nosso ser o imperativo da espiritualização.

Os sofrimentos pelos quais passamos na vida, as dificuldades que enfrentamos em nossa jornada, o esforço que fazemos para conseguir algo de nosso interesse, a “aparente” injustiça que ocorre em determinadas situações sociais e individuais, tudo isso faz crescer em nós a sensação de que nos falta algo mais substancial para entender o mecanismo da vida. Leia Mais…

2

Rezar funciona?

ORAO_P~1

Seja o que for que peças na prece, credes que o obtereis e concedido vos será o que pedirdes. (Marcos, 11:24)

Há quem conteste a eficácia da prece, com fundamento no princípio de que, conhecendo Deus as nossas necessidades, inútil seria dize-las. E acrescentam os que assim pensam que, achando-se tudo no Universo encadeado por leis eternas e imutáveis, não podem as nossas súplicas mudar os decretos e decisões de Deus.

Sem dúvida alguma há leis naturais e imutáveis que não podem ser extintas ao capricho de cada um; mas, daí a crer-se que todas as circunstâncias da vida estão submetidas à fatalidade e ao acaso, vai grande distância. Se assim fosse, nada mais seria o homem do que instrumento passivo, sem livre-arbítrio e sem iniciativa. Nessa hipótese, só lhe caberia curvar a cabeça aos acontecimentos, sem cogitar de evitá-los. Deus não lhe outorgou a razão e a inteligência, para que ele as deixasse sem serventia; a vontade, para não querer; a atividade, para ficar inativo. Sendo livre o homem de agir num sentido ou noutro, seus atos lhe acarretam, e aos demais, conseqüências subordinadas ao que ele faz ou não. Leia Mais…

2

E a vida continua…

e a vida continua23

E a vida continua…

… por trás das fronteiras de seu jardim, demonstrando um novo caminho a seguir.

Como a vida continua, renovamos os votos de ascensão perante as forças supremas, que norteiam os objetivos de nossos esforços.

Por isso a vida continua; não faz sentido lutar, correr, pacificar, apaziguar, equilibrar e perder o rumo logo depois das veredas supremamente esgotadas pela paz tranquilizadora do descenso.

Mas, a vida continua reluzente, trazendo em sua mão o presente que empacotamos para receber depois que a vida continuar. Leia Mais…

2

A doutrina evangélica

o-evangelho-segundo-o-espiritismo3

Jesus, o Cristo, foi o personagem da história sobre o qual sempre existiu um mistério inquestionável: qual a mensagem que Ele quis passar com sua vinda a Terra, falando de amor e fazendo muitos milagres?

Eu, batizado na Igreja Católica, aprendi, desde criança, que Jesus era o filho de Deus, homem bom, sábio e que morreu na cruz por causa de nós.

Depois que adentrei na rotina adulta, tive oportunidade mais concreta de ler sobre a vida e a mensagem de Jesus nos Evangelhos, como também em outros livros da bíblia, posteriores a eles. No entanto, algumas passagens das escrituras eram por mim interpretadas de forma muito obscura, e até ininteligível. Confesso a vocês que quando li a passagem que Cristo conversa com Nicodemos (João, 3:1 a 12), também fiz a mesma pergunta que ele dirigiu a Jesus, pois “como pode um homem já velho nascer novamente, entrando na barriga da sua mãe?”. Espero que não estejam pensando mal de minha inocência por não conseguir raciocinar nada mais esclarecedor, mas até aquele momento eu achava essa passagem um pouco confusa, sem lógica. Leia Mais…

1

Admirável “velho” mundo novo

mundo novo large

“Logo compreendi a gravidade da exploração que ia empreender; entrevi naqueles fenômenos a chave do problema tão obscuro e tão controvertido do passado e do futuro da Humanidade, a solução do que eu havia procurado durante toda a minha vida; era, numa palavra, toda uma revolução nas idéias e nas crenças (…)”.

“O estudo do Espiritismo é imenso”; “interessa a todas as questões da metafísica e da ordem social; é todo um mundo que se abre diante de nós.”

Essas palavras, tiradas de “O livro dos Espíritos” e “Obras Póstumas”, traduzem o sentimento do estudioso Hippolyte Léon Denizard Rivail, conhecido pelo codinome Allan Kardec, em meio a suas pesquisas e estudos acerca de um novo mundo: o espiritual.

Leia Mais…

1

Caridade: a maior virtude

caridade

Sede bons e caridosos: essa a chave dos céus, chave que tendes em vossas mãos. Toda a eterna felicidade se contém neste preceito: “Amai-vos uns aos outros.”

Não pode a alma elevar-se às altas regiões espirituais, senão pelo devotamento ao próximo; somente nos arroubos da caridade encontra ela ventura e consolação. Sede bons, os vossos irmãos, deixai de lado a horrenda chaga do egoísmo. Cumprido esse dever, abrir-se-vos-á o caminho da felicidade eterna.

Ao demais, qual dentre vós ainda não sentiu o coração pulsar de júbilo, de íntima alegria, à narrativa deu m ato de bela dedicação, de uma obra verdadeiramente caridosa?

Leia Mais…

3

O Homem

a-sombra-do-altissimo

Todos nós temos desafios e dificuldades, não há dúvida disso. Em certas ocasiões em família, nos esforçamos para entender um parente que tem a personalidade diferente da nossa. Lutamos contra um sentimento de mágoa provocado por determinada pessoa com quem trabalhamos. Iludimo-nos com a promessa de prazer fácil e felicidade passageira que cada vez mais é divulgada na sociedade.

Enfim, vivemos constantemente enfrentando as nossas situações desafiadoras do jeito que mais nos agrada, com o objetivo de construir dentro de nossos corações sentimentos de paz e tranqüilidade que durem para sempre.

Leia Mais…

2

À procura da felicidade

felicidade bens

Um dia desses, assisti ao filme estrelado pelo ator Will Smith e seu filho Jaden Smith, no qual representam a vida de um pai e de um filho que lutam contra as intempéries da vida, sofrendo dificuldades materiais e morais. O título do filme, aqui no Brasil, é “À procura da felicidade”.

No final do longa metragem, os personagens Chris Gardner e Christopher conseguem atingir um êxito material, em conseqüência de suas batalhas, tendo o filme um final, de certa forma, feliz.

Todos nós indiscutivelmente estamos à procura de nossa felicidade. A sensação de plenitude, de completude, é o nosso maior objetivo. Por isso, trabalhamos para angariar recursos que nos tragam certo conforto; nosso modo afetivo é sempre trabalhado intensamente, seja na família, na escola, na faculdade ou no trabalho. Praticamos esportes, freqüentamos festas e ambientes de descontração (até em excesso), sempre com o intuito de que essas atividades nos aproximem da felicidade.

Leia Mais…

1

Os personagens do “céu” e do “inferno”

anjos

Sabemos que os fatos espirituais só passaram a ser estudados de forma mais séria e direta com o advento da doutrina espírita. Mas eles sempre ocorreram em todas as épocas da humanidade.

No hinduísmo, o Código de Vedas apresenta a seguinte idéia: “Os espíritos dos antepassados, no estado invisível, acompanham certos brâmanes, convidados para cerimônia em comemoração dos mortos, sob uma forma aérea; seguem-nos e tomam lugar ao seu lado quando eles se assentam”

Os sacerdotes do Egito antigo eram considerados pessoas iluminadas e sobrenaturais pois obtinham, apesar de ser da maneira incorreta, respostas quando pediam ajuda aos deuses.

Leia Mais…

Pages ... 1 2